Engineering desenvolve projeto baseado em Inteligência Artificial, Big Data e Governança de dados.

Engineering desenvolve projeto baseado em Inteligência Artificial, Big Data e Governança de dados.

Desafios:

A Unidade de Negócio Leste da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) tomou a decisão de aperfeiçoar seus processos com foco no cliente e no aumento da efetividade operacional. Como parte da implantação desse modelo ágil de gestão operacional, a Unidade de Negócio Leste em parceria com a Enops Engenharia, a Suez Brasil e a Engineering, companhia global de Tecnologia da Informação e Consultoria especializada em Transformação Digital, atuam no desenvolvimento de um pilar tecnológico por meio de soluções que visam decisões ágeis e precisas.  

A mudança tem como objetivos reduzir desperdícios, eliminar atividades que não agregam valor, simplificar a operação para o aumento de produtividade e ampliar a oferta de serviços e produtos a partir da detecção dos melhores vetores de investimentos para a manutenção da competitividade e levar, cada vez mais, melhores experiências de relacionamento para os clientes.  

De acordo com Maycon Rogério de Abreu, Superintendente da Unidade de Negócio Leste, hoje, a grande dificuldade é a descentralização dos dados e a falta de uniformidade para obtê-los.  “Para se ter uma informação operacional, como a de arrecadação, por exemplo, demanda-se muito tempo e o envolvimento de diversas áreas e pessoas para lapidar os dados até o seu menor nível. Além disso, cada profissional apresenta a análise sob sua ótica.

Solução:

Para sustentar essa mentalidade do ponto de vista tecnológico, a Engineering integrará cerca de 40 fontes de dados em seus diversos formatos, prevendo chegar a um volume aproximado de um 1 terabyte para a carga histórica dos dados. A previsão é  alcançar 5 terabytes até 2025. Esses dados fornecem as principais informações do negócio – água, esgoto e comercial, e, agora, estarão em uma plataforma única e centralizada, permitindo a tomada de decisão ágil, precisa, compartilhada e em tempo real.  

Resultados:

Com o go-live previsto para agosto, o projeto está na fase de definição das possibilidades de apresentação dos dados nos dashboards, que são painéis com indicadores que contemplarão os principais processos de negócio: água, esgoto e comercial. As informações estão sendo estruturadas para obtermos uma análise crítica e em tempo real de todos os indicadores de resultados e drivers dos processos principais do negócio. Entre as análises disponíveis, estarão a redução de perdas reais e aparentes, reclamações de vazamento de água e de alta do consumo, a diminuição de evasão e do índice de obstrução de esgoto, os faturamentos, a arrecadação e todos os serviços correlatos.   

Com o projeto da Engineering, a Sabesp terá acompanhamento on-line dos 55 indicadores de resultados e suas mais de 600 variáveis de controle e esforços. Tudo por meio de modelos estatísticos proporcionados por tecnologias como Inteligência Artificial, IoT e Big Data.

As informações estarão disponíveis para toda a Unidade de Negócio Leste, que abrange parte da zona leste da Capital e mais oito municípios, por meio de suas três Unidades de Gerenciamento Regional, com dados disponíveis por Setores de Abastecimento, Distritos de Medição e Controle (DMC) e Bacias de Esgotamento Sanitário. 

Quando pronto, o projeto impactará cerca de três milhões de pessoas e um milhão de residências e comércios. A expectativa é que, com as informações centralizadas e disponíveis em uma única plataforma, a Unidade de Negócio Leste tenha uma melhora no serviço prestado para a população, mitigando impactos como a falta de água e a resolução de solicitações, como as revisões de contas, por exemplo, num tempo mais ágil. 

O projeto está sendo implementado em conjunto com superintendências coorporativas da Sabesp de Tecnologia da Informação e  Comercial e Relacionamento com os Clientes, com o objetivo de escalar futuramente as informações que estão sendo geradas para toda a Sabesp. 

“A sociedade clama por serviços mais rápidos e de qualidade. Nós, como prestadores de serviços não conseguiremos essa agilidade se não mudarmos a nossa mentalidade e remodelarmos alguns de nossos processos para conseguirmos dar as respostas de uma forma mais acertada”, acrescenta Maycon Rogério de Abreu, Superintendente da Unidade de Negócio Leste.  

Para Jor-Ell de Assis, executivo comercial de Energy & Utilities da Engineering, com o projeto, a Unidade passará do patamar de analógica para digital, adentrando a era da inovação disruptiva e de transformação digital, que tem como maior aliado o uso inteligente dos dados nos processos de tomada de decisão. “Com um negócio totalmente orientado a dados, a Unidade Leste experimentará uma gestão mais ágil, segura e acertada com foco nas necessidades de seus clientes e seus objetivos de mercado”, finaliza Assis.  

Veículo Portal Baguete: https://bit.ly/businesscase_sabesp

Sobre a Sabesp

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp é uma empresa brasileira que detém a concessão dos serviços públicos de saneamento básico no Estado de São Paulo. Seu principal acionista é o governo do Estado de São Paulo, que controla a gestão da companhia.

Na edição 2004/2005 da Masons Water Yearbook a Sabesp foi considerada a sexta maior operadora de serviços de água e esgoto do mundo. A edição 2008/2009 destacou a atuação da empresa para que seus serviços sejam oferecidos a toda população do Estado de São Paulo até o ano de 2018 e também garantir a sustentabilidade econômica e financeira da empresa.

A atuação da Sabesp na crise hídrica de 2014 em São Paulo tem sido muito criticada. Um artigo baseado em dados fornecidos pela própria Sabesp demonstra a responsabilidade da gestão da empresa na crise, que empurrou o sistema cantareira em mudança catastrófica.[

Sobre a Engineering

Companhia global de Tecnologia da Informação e consultoria especializada em Transformação Digital com mais de 40 anos de atuação. Com presença na Europa, América do Norte e América Latina, contribui para a modernização do mundo, combinando tecnologias de última geração, infraestruturas tecnológicas organizadas em um único multicloud para ampliar e interpretar novos modelos de negócios. Os projetos desenvolvidos pela empresa transformam-se numa melhor relação entre custo, agilidade e inovação para os clientes. Com mais de 12 mil profissionais e projetos em mais de mil clientes de grande porte nos mais diversos segmentos de mercados, a experiência do Grupo aprimora-se ainda mais pelo investimento contínuo em Pesquisa e Desenvolvimento, contando com mais de 250 pesquisadores, além de parcerias com os principais centros de pesquisa e universidades do mundo. Conheça nossas soluções aqui!

Compartilhe:

VOLTAR